domingo, 8 de novembro de 2009

Update: Estabelecimento de Fundição e Estaleiros Ponta da Areia (1846)

Estaleiro em 1856.
O Barão de Mauá tornou-se proprietário do  Estabelecimento de Fundição e Estaleiros da Ponta d'Areia, em Niterói, Rio de Janeiro, em 11 de agosto de 1846. Fato que foi considerado empreendimento pioneiro na industrialização do Brasil. Quando a Guerra do Paraguai eclodiu quase um terço da frota naval brasileira havia sido construida na Ponta d'Areia.  O estaleiro chegou a construir mais de 70 navios a vapor e a vela para navegação de cabotagem no país. Em 1890, no entanto, suas atividades foram praticamente encerradas, e a frota que operava no Brasil era estrangeira em quase sua totalidade.

O Estaleiro Mauá foi integrado à Companhia Comércio e Navegação (CCN) em 1905, ano em que foi fundada esta companhia, especializada em construção e reparo de navios. Na época, a CCN era também uma das maiores companhias de construção e reparos da América Latina. Em 1907, a CCN construiu um “dique seco”. O local escolhido foi a Ponta d’Areia, em Niterói, onde Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, instalou as oficinas de construção naval.

14 comentários:

  1. no final , você poderia fazer uma sintese.
    mais esta bom !

    ResponderExcluir
  2. adoro hístória +a professora é uma chata + a máteria é ótima...... parabéns

    ResponderExcluir
  3. Muito bom texto!!!O valor destas informações é imensurável! O Brasil precisa de pessoas assim, que resgatem a história que vale ser contada a esta geração que está perdida no curto espaço de tempo do agora...

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz que tenha admirado o meu blog Ana Paula, obrigado pelas suas palavras. Concordei com todas!

    ResponderExcluir
  5. O texto se encontra no entanto extenso, poderia ter sintetizado-o e ter apresentado um objetivo, ou seja, faça com que suas palavras levem minha mente a um rumo. Se o rumo era apresentar o empreendimento, uma sintese no final resolveria o problema.

    ResponderExcluir
  6. Esse conteúdo foi bom para miim me ajudou a entender sobre o barão i suas propostas e me ajudou na pesquisa de história muito bom Parabéns

    ResponderExcluir
  7. me ajudou muito no meu trablho escolar

    ResponderExcluir
  8. Tem como disponibilizar as referencias bibliograficas utilizadas? Seria de grande utilidade para um trabalho que estou fazendo sobre construção naval. Tem sido dificil encontrar literaturas sobre esta temática...
    Abç,
    Bianca Teixeira

    ResponderExcluir
  9. Oi Bianca, ter até tem, mas eu não lembro de onde retirei este texto, provavelmente foi do site "Brasil Escola". Abraço.

    Murillo.

    ResponderExcluir
  10. mt bom mais ta mt extenso pra colocar na apostila kkkkkkk mais amei se fosse trabalho mesmo copiava td mais já q é apostila só 1 paragrafo

    ResponderExcluir
  11. muito bom adoro a materia de historia so nao curto muito a professora rsrsrs

    ResponderExcluir
  12. adoro a materia de historia muito boa me ajudou muito o que eu nao gosto mesmo e da professora

    ResponderExcluir